26 de janeiro de 2012

Mind over matter




Se você leu o primeiro livro da Saga Crepúsculo ou assistiu o filme, você sabe que há uma coisa a respeito da Bella que a faz extremamente atraente para o Edward: O cheiro do seu sangue.

Ele é um vampiro e embora não beba sangue humano, ele se sente extremamente tentado a beber o dela. A maneira com que o livro descreve é que era impossível para ele resistir, tudo no seu corpo dizia que não somente ele deveria beber seu sangue, mas também que ele PRECISAVA bebê-lo. Era a sua natureza, o jeito que ele era, como sentia.

Mas todo mundo sabe que ele não bebe o sangue dela. Em vez disso, ele se apaixona por ela.

Ficção a parte, eu gostaria de chamar a sua atenção para esse detalhe bem importante na história. Na verdade é uma das minhas partes prediletas no livro. A Bella pergunta como ele consegue resistir a tentação de simplesmente deixar a natureza seguir o seu curso e matar-la.

A sua resposta é: Mind over matter. (essa expressão não foi traduzida no livro em Português, não existe)

O que quer dizer que o seu corpo desejava pelo sangue dela, sua natureza gritava que ele precisava dele, seu coração lhe dizia que ele tinha todas as razões do mundo para obedecer, mas a sua mente... era outra história.

Ele sabia em sua mente que aquilo não era certo, que não era a coisa certa a ser feita. Que não é porque ele sente algo que ele tem que fazer algo a respeito desse sentimento. Ele deixou a sua mente decidir, ele escolheu a mente para estar no controle de suas ações. 

Se você acha que não dá pra tirar nenhuma lição da Saga Crepúsculo, aqui vai uma: Ele escolheu deixar com que a sua mente controlasse a sua vida.

Em nossas próprias vidas nós temos desejos, nós temos necessidades, nós temos sentimentos e a tentação está por todo os lados, mas quantos de nós resistem? Vão contra eles? Lutam contra eles?

A sua mente te diz que essa não é a hora certa para um relacionamento ou que o seu relacionamento atual não é bom pra você. Mas o seu coração te diz que você precisa dele, que não tem problema, todo mundo tem alguém e você tem o direito de ter também.


A sua mente te diz que você deveria estar se dedicando nos estudos, na sua carreira, no trabalho, na sua família, mas você sente que tempo suficiente pra isso mais tarde.

A sua mente te diz que sexo deve ser deixado pra depois do casamento, quando tanto homem como mulher fazem um compromisso um com o outro pra vida toda, mas o seu coração diz ‘por que não? Vocês se amam e alem disso, a tentação é muito difícil de resistir’.

A sua mente te diz que há certos sacrifícios que você tem que fazer na vida, como largar aqueles amigos que não fazem bem pra você por exemplo... você sente que seria injusto abandonar aqueles ‘que sempre te apoiaram’.

A sua mente te diz muitas coisas. Todos os dias. O seu coração também.

A quem você tem dado ouvidos?

Existe uma batalha constante entre o que você sente que é certo e o que você SABE que é certo.

Mas a pergunta é, quem VOCÊ está deixando ganhar?

9 comentários:

  1. Dn.Rapha,é uma das coisas que também aprecio nesta história!
    E vou dizer ,tenho feito minha mente pensar mais,porém vou desafiar minha mente na verdade ela sempre me disse, que ela podia me ensinar mais era só eu me desafiar e assim tenho feito a cada dia ,por isso estou no Desafio do Tempo,seguindo em frente sempre!

    ResponderExcluir
  2. Que legaal! Nunca pensei que poderia aprender algo com o Edward Cullen. haha
    Obrigada por mais uma mensagem original e vinda de Deus, com certeza.
    Beijinhos, :)

    ResponderExcluir
  3. Ser racional não é uma tarefa fácil em um mundo emocional. Exige um policiamento constante. Pensar cansa muito por isso que a maioria das pessoas não querem fazê-lo. Que esforço há em sentir ? Nenhum ! Mas pensar e agir em cima disso, ah aí sim exige muito esforço.
    Daí os que vivem pela emoção sempre quebram a cara e questionam porque fulano não 'sofre' por isso ou por aquilo. A resposta é simples ... fulano pensa, duas , três, quantas vezes for necessário antes de agir. Ele prevê as consequências e já age em cima da que for menos nociva.
    Pensar é um negócio fascinante. Quando Deus nos desperta pra isso e a gente começa a praticar é muito complicado voltar a agir com o coração ... a natureza não deixa. =)

    ResponderExcluir
  4. Oi Dona Raphaela! Eu tenho aprendido a olhar tudo que eu assisto de forma diferente, depois de acompanhar o blog da senhora. Sempre existe uma mensagem por trás de tudo, e não podemos deixar que mensagens ruins acabem se fixando na nossa mente. Que Deus abençõe muito a senhora!

    ResponderExcluir
  5. Olá dn. Raphaela,

    Descobri seu blog através de uma postagen que dn. Cris Cardoso fez recentemente... E estou amando! Muito bom mesmo, parabéns!
    Quanto a sua postagem de hoje, penso da mesma forma que a sra...

    "A sua mente te diz muitas coisas. Todos os dias. O seu coração
    também."

    É uma luta diária entre razão x emoção... :)

    God bless.

    ResponderExcluir
  6. Edward inspira. E o motivo do sucesso de crepúsculo q nninguem entende é exatamente isso, amor racional. Algo q esse mundo não conhece, mas inconscientemente aprovam massificamente.Sabem pq? Pq é amorverdadeiro que o nosso sr. Jesus criou.Essa é a verdade q o mundo nunca vai entender.
    por fim, otimoooooooooooo post dona rapha. Vai abrir a visão d Mto...
    continue essa. Benção.
    Se sra. Estivesse na minha igreja,fosse um pouco mais jovem, e não fosse dona. Seriamos excelentes amigas. Temos muitos pensamentos em comum.Seria a amizade mais edificante do. Mundo ahahahah mas me contento em sermos irmãs na fé,no espirito and no nosso Senhor. Beijus

    ResponderExcluir
  7. Quando assisti a esse filme não observei isto mas da próxima vez vou prestar mais atenção. E sim concordo plenamente com a senhora pois tenho usado deste pensamento em minha vida sendo razão e nunca mais emoção por mais que a última tente bater a minha porta eu não abro. Um abraço e que Deus a abençoe.

    ResponderExcluir
  8. Para mim, um filme tem que ser assistido mais de uma vez, pois, assim como livros, a cada vez que lemos ou assistimos conseguimos ver e entender coisas novas que (de alguma forma) podem nos ensinar o que fazer e o que não fazer também.
    Gosto muito dessas análises pois consigo entender e tirar proveito de coisas que não percebi ao assisti-los e pego muitas dicas de filmes também. rsrsrs!
    Que Deus dê a cada dia mais inspiração para a sra..
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. na verdade a traduçao é :mente sobre a materia por q sera q ele dis isso a ela ou se não ele disse isso em igles para num diser a verdade q não existe sera q ele mentiu sobre a materia

      Excluir