15 de março de 2013

Duro de Matar: Um bom dia para morrer




Lembra da minha resenha do “Jack, o Caçador de Gigantes” na semana passada?

Você ainda não leu? Ok, então leia aquela primeiro antes de continuar com essa aqui.

Pense em tudo o que eu falei sobre o “Jack”. Agora imagine o oposto...

Isso seria a minha resenha sobre o “Duro de Matar” rsrs.

Eu não assisti os outros filmes “Duro de Matar” mas esse aqui... vou te dizer.

Não tem nenhuma trama, a interpretação é bem pobre e a história não chega a lugar algum.

É algo assim... não tenho nem palavras.

Porém há uma coisa que você encontra e MUITO nesse filme: Destruição.

Do começo ao fim.

Tem um monte de explosões, lutas, pessoas passando por janelas, caindo dos prédios mais altos e ainda assim não morrendo, mais explosões, tiros, prédios sendo destruídos, mais explosões e os personagens principais ainda conseguem sair vivos!

Eu acho que é por isso que se chama “Duro de Matar”, porque não importa o que aconteça, eles simplesmente não morrem!

Então pra resumir: “Duro de Matar” não é um filme que vale a pena gastar dinheiro pra assistir. Eu não assistiria novamente. Eu nem teria assistido se não fosse pelo “Os Miseráveis”.

Oh eu não contei pra vocês a minha história com “Os Miseráveis”, não é? Volte aqui na sexta-feira que vem e eu te conto tudinho. Ninguém merece!

2 comentários:

  1. Oiii.. eu não estou mais recebendo os e-mails do desafio... deu uma pausa?
    Bjs Michelle

    ResponderExcluir